lean-startup-feature.jpg

Você conhece o Lean Startup? Veja como essa metodologia pode ajudar sua empresa

Lean Startup é um conceito novo para o mercado nacional, mas muitos negócios já tem aderido. Trata-se de uma tendência seguida por startups de todo o mundo, com intuito de apresentar um bom produto ao menor custo possível. Criada pelo americano Eric Ries em seu livro Startup Enxuta, a metodologia Lean Startup visa a identificação dos desperdícios e como eles podem ser eliminados, assim o negócio desenvolve com mais dinamismo, chegando ao ponto adequado para sua implementação.

Como funciona

Eric Ries partiu da premissa de que o atual cenário em que atuam as Startups necessita de mais eficiência e objetividade. Dessa forma, um produto será mais competitivo se o tempo e os recursos necessários forem reduzidos. Isso trará um preço mais competitivo e uma maior interação com o mercado, podendo gerar um crescimento mais rápido. Para criar este produto com o menor custo, a startup deve focar nos desperdícios, seja de tempo ou de dinheiro. Eliminando–os, o crescimento se dará em menor tempo e a empresa conseguirá chegar a um time–to–marketing mais adequado.

Produto Mínimo Viável- MVP

Não necessariamente o produto deve ser barato e sim produzido de maneira economicamente eficiente, mas sem perder sua qualidade ou diferenciais. Por isso, a startup deve criar o que Eric chamou de MVP Minimum Viable Product – (Produto Mínimo Viável).

  •          Minimum representa o produto em seu menor tamanho possível e entregue no menor tempo;
  •          Viable refere-se ao menor valor;
  •          Product refere-se ao produto, que deve ser coerente e útil.

O ideal é que a startup crie o produto e ofereça a um pequeno número de clientes, com o intuito de receber um retorno sobre ele. Existem diferentes estratégias que podem ser adotadas, desde uma promoção até a possibilidade de oferecer o produto de forma gratuita, contudo é preciso pesquisar como o cliente se comportou com o produto e, se possível, fazer pesquisas e questionários para fazer um levantamento do produto, sua receptividade e como melhorá-lo.

Build – Measure – Learn

Ao desenvolver o MVP, os envolvidos devem se basear em previsões e na sua própria experiência, buscando reduzir falhas que podem atrasar o desenvolvimento do empreendimento. Por essa razão, Eric se inspirou no ciclo Build – Measure – Learn (Construir – Medir – Aprender).

Basicamente funciona assim: a startup desenvolve um produto, oferece para um público restrito, mede sua aceitação, o que achou do produto e aprende com ele, por meio de uma interação constante. A partir daí, a startup pode testar mais de uma hipótese de como o produto se encaixa no mercado.

Interação

Nem sempre é fácil encontrar o MVP ideal, principalmente quando se oferece um negócio inovador. Encontrá-lo pode ser fruto de interações, pesquisas, medições, produtos testados com usuários e trabalho árduo. Por essa razão é importante a interação constante com o público. Eric avalia como indispensável a interação com o usuário, uma vez que o seu produto é a solução para o problema dele. Por essa razão é importante criar canais de comunicação e de investigação pertinentes, que podem ser usados para ajudar na elaboração de um modelo de negócio.

Aprendizado

Com essas ações, a startup tem o cenário adequado para crescer, sobretudo quando aliadas ao constante aprendizado. É importante conhecer o produto, o mercado de atuação e o cliente. Assim será possível atender as demandas e aperfeiçoar o produto. Assim como qualquer método de gestão é importante se atentar às mudanças do mercado, ameaças e oportunidades. Assim as chances de sucesso são maiores.

Conheça novas tendências de mercado acompanhando nossa página. Se gostou deste artigo ou ainda tem dúvidas, deixe seu comentário!

 

como lançar um aplicativo de sucesso